Menu
Carrinho

Circuito Integrado

Circuito Integrado

Circuito integrado comumente chamado na eletrônica de CI é um conjunto de circuitos eletrônicos em uma único invólucro ou encapsulamento. Um circuito integrado permite que os circuitos eletrônicos sejam muito mais compactos, baratos, seguros, confiáveis e eficientes energeticamente, o que possibilita que as baterias durem mais, os aparelhos eletrônicos tenham maior autonomia, sem a necessidade de recargas constantes, porque consomem menos energia.

Essa tamanho reduzido possibilitou que as TVs fiquem bem finas como vemos hoje, parecendo até um quadro na parede de tão finas!  Outro exemplo também comum são os Smartfones que tem muita tecnologia em uma pequeno espaço tornando-o portátil e leve.

Existem circuitos integrados de vários tamanhos com 3 pinos até centenas de pinos, como por exemplo os processadores da Intel que são utilizados nos computadores pessoais que tem 321 terminais.

Os circuito integrados são cada vez menores e mais potentes, englobam milhões de transístores, diodos, resistores, capacitores, entre outros, alguns são mais versáteis, e permitem até a gravação de programas, o que faz com que circuitos integrados de diversos aparelhos eletrônicos sejam iguais fisicamente, ou externamente para quem vê, mas muito diferentes internamente, porque cada um terá o programa necessário e previamente gravado.

Atualmente quase todo aparelho eletrônico tem algum circuito integrado, estão nas fontes dos celulares, nas lâmpadas de led, nas TVs, geladeiras mais modernas, entre outros.

São utilizados por estudantes, professores, técnicos, engenheiros, projetistas, makers e hobbistas, para uso residencial, comercial e industrial.

Algo importante de se saber na hora de se comprar um circuito integrado, uma informação bem básica é que existem circuitos integrados com terminais para colocar nos furos de uma placa eletrônica os chamados PTH e os componentes mais modernos que são soldados na superfície da placa eletrônica sem ter que colocar terminais nos furos, que são chamados de SMD.

Então ao comprar circuitos integrados, deve-se conhecer o código dele e se é PTH ou SMD, e em alguns casos é importante também saber o fabricante, porque como tudo no mundo tem variações na fabricação, um circuito integrado nunca é 100% igual ao outro, existe uma tolerância que é conhecida e utilizada na hora do engenheiro fazer o projeto, pode ser diferença da corrente, na potência, velocidade de transição dos sinais, frequência de funcionamento, entre outras dezenas ou centenas de características.

E essa tolerância pode ser ainda maior quando se muda de uma marca para outra. Um bom projeto de eletrônica deve levar em consideração essas variações para que

um circuito eletrônico não dependa de uma marca específica para funcionar, o engenheiro deve utilizar um componente levando em consideração o que os circuitos integrados de diversas marcas podem entregar e assim, ajustar para os circuitos integrados de diversas marcas possam ser utilizadas sem diferenças ao circuito eletrônico.